quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Comparar para quê?

Quem é melhor eu não sei, mas quem tem mais "cara de nada" é fácil de responder


Se tem uma coisa que me irrita é estar no banheiro e perceber que não tem papel. Mas como isso não tem nada a ver com basquete (pelo menos não na maioria dos casos), vou dizer outra coisa que me irrita um pouco: aquelas conversas de "que jogador é melhor".

Quando eu assistia jogos da NBA pela Globo.com, puxava meus cabelos e batia a cabeça contra a parede porque a maior parte das transmissões consistia de gente perguntando: quem é melhor, Kobe ou Jordan? LeBron ou Magic Johnson? Baby ou Kwame Brown? Duncan ou Pipoca? Pelé ou Tsubasa? O jogo lá correndo, a Eva Longoria aparecendo na torcida, arremessos levando pra prorrogação, história sendo feita, e as pessoas ignorando tudo e apenas interessadas em saber: em gravidade zero, usando apenas uma das mãos, quem ganharia um jogo de 21 entre Larry Bird e JJ Redick?

Isso me lembra criança quando começa a ler quadrinhos de heróis. Ao invés de apreciar o Super-Homem e o Homem-Aranha, cada um na sua, e até escolher um favorito, o fedelho não consegue tirar da cabeça a pergunta "quem ganharia um duelo entre os dois." Olha, às vezes pode até ser divertido comparar jogadores, principalmente se você está muito entediado esperando alguém te levar papel no banheiro. Mas em geral essas comparações não levam a nada porque envolvem uma infinidade de fatores que não são (e normalmente nem podem ser) levados em consideração: a época em que jogaram (o que inclui qualidade técnica da NBA no período, arbitragem, estilo de jogo), equipe (qualidade do próprio time) e os adversários (qualidade dos outros times). Quem ganharia um duelo entre Kobe e Jordan? Depende, em que época? Quantos anos cada um teria? Qual seria o time de cada um? O Jordan estaria com o Wizards ou com o Bulls? O Kobe teria Shaq ou Kwame Brown?

É mais ou menos como nerds (como eu) discutindo sobre quadrinhos. Quem venceria um duelo Hulk e Super-Homem? Depende. O Super-Homem antes ou depois da morte? Voando ou só dando saltos longos? O Hulk verde ou o Hulk cinza? Vale chute no saco? E dedo no olho?

Com essa infinidade de fatores fazendo uma diferença brutal, a resposta sempre será "não sei". É inútil o esforço. Ao contrário do que muitos acreditam, os jogadores não têm um nível em pontos como no videogame que torne possível uma comparação. O que me leva a outro ponto, aliás: o critério para escolher o MVP.

Muita gente acha que o MVP é o melhor jogador da Liga e pronto. Mas o que acontece é que um MVP nunca foi escolhido estando num time que tenha ganhado menos de 50 vitórias. Ou seja, ele tem que estar num time vencedor. O critério é um pouco engraçado porque, indiretamente, ele julga a qualidade de um jogador pela capacidade de fazer um time vencer. Como se um jogador sozinho fizesse um time vencer (o LeBron não vale). Duncan e Nowitzki, por exemplo, têm troféus de MVP nas estantes de casa. Isso teria acontecido se o Duncan fosse a estrela solitária no Hawks e o Nowitzki fosse o único cara do antigo Celtics com mais de 12 anos? Nah.

O troféu de MVP, mais do que julgar a capacidade de um jogador em vencer jogos, acaba julgando a sorte do jogador de estar num time que lhe dá as ferramentas para vencer. Assim, julgar o valor de um jogador pelo número de anéis de campeão que ele tem segue o mesmo princípio. Dia desses o Stephen Jackson deu uma entrevista dizendo que o Celtics não é de nada porque ninguém lá tem um anel e ele, Stephen Jackson, tem um. Ah, parabéns, ele tem um anel por jogar no Spurs. Alguém aí avisa ele que o Darko também tem um. E o Mark Madsen. E o Antoine Walker Cabeça-de-Lego.

Já vi uma infinidade de gente dizer que o Duncan é muito superior ao Garnett porque tem mais anéis e conseguiu vencer mais partidas nos playoffs. O Darko também é melhor que o Garnett então, ele estava no Pistons campeão e conseguiu vencer várias partidas sem sequer vibrar no banco (acho que por não entender a língua ele nem devia saber que estava acontecendo. "Por que tá todo mundo comemorando?") Vamos fazer um pequeno exercício de abstração aqui: vamos colocar o Duncan no Wolves e o Garnett no Spurs pela última década. Sei que o que não falta por aí é fã que quer casar com o Duncan e faz macumba comigo quando digo que ele é mais chato do que limpar privada com escova de dentes, mas até alguns desses fãs vão ter que reconhecer: o Spurs com Garnett teria os mesmos anéis, enquanto o Wolves com Duncan não teria ganho nada (mas o Duncan seria sempre cotado para MVP, seria líder em rebotes da NBA, essas coisas simplizinhas que o Garnett cansou de fazer). O time é fator fundamental, tanto para escolha do MVP quanto para ser campeão quanto para ficar comparando "quem é melhor".

Vamos fazer uma analogia para a geração Cavaleiros do Zodíaco: se dois cavaleiros de ouro se enfrentam, eles lutam para sempre sem que haja um vencedor. Mas se um deles for ajudado por mais cavaleiros de ouro enquanto o outro é ajudado por cavaleiros de aço, sabemos quem vai levar a melhor.

O quê, você nunca viu Cavaleiros? Então deixa pra lá, não vou fazer uma analogia com Pokémon se você for mais novo e nem uma analogia com Vila Sésamo se você for mais velho. O importante é ter na cabeça que ter 10 assistências passando a bola para o Scott Pollard é mais complicado do que passando a bola para o Boozer. E que vencer com o Marbury no seu time é mais complicado do que com QUALQUER OUTRO jogador da NBA.

Da próxima vez que tiver gente se esbofeteando enquanto comparam jogadores (a comparação da moda é Chris Paul versus Deron Williams, aliás), lembre-se que a comparação vai mais além, em direção ao Boozer e ao Tyson Chandler, ao técnico, ao estilo do time. E pense: quero mesmo me enfiar nisso ou será que tenho uma vida para viver? Guarde essas discussões tolas para quando você estiver jogando ludo com o Duncan. Aliás, também leve um bom livro. E não se esqueça do papel higiênico.

20 comentários:

Sbub disse...

Eu tenho um critério bem objetivo para definir quem é melhor: quem eu acho que é melhor. Se eu acho o Magic Johnson melhor que o Larry Bird, então ele é. Por isso, eu jamais mandaria uma pergunta mongol como essa para um programa de televisão. Seria só minha opinião contra a de uma pessoa que aparece na TV e provavelmente entende mais de basquete. O que eu não sei responder é: Por que KG está olhando pra nuca do Tony Parker e mordendo? Não precisa responder.

Denis disse...

No chat da globo se você falar do seu critério vai ter umas dez mil pessoas dizendo "então eu acho,pra mim, que o melhor o Kobe" e aí a discussão começa de novo.
E não importa sobre o que o Rodrigo e o Roby estão falando na transmissão ou que jogo está passando, a discussão sempre vai acabar em "quem é melhor?" e na maioria dos casos a briga é pra ver se o Kobe é melhor que o Jordan.

Felipe disse...

Vejo que em seu texto "imparcial", continuou cagando no Duncan e lambendo o piru do Garnett!
Mas enfim, essa é uma dicussão que quando éramos mais jovens fazíamos sempre... Perde de tempo, mas sempre consegui te irritar mais oduqe você a mim. hahahaha!

O importante é o SPurs conquistar de novo o campeonato.

E você viu que o LeBron se machucou? A profecia começou O próximo é o Yao Ming!

Linelson disse...

Gostei do Blog. Sou do site do Basketbrasil. Vcs tem MSN, Denis e Danilo?
Me add aí: linelsonycastro@yahoo.com.br

Guilherme disse...

To acompanhando o blog a pouco tempo mas estou achanda fantástico.Meus parabéns!

Alexandre disse...

Cara parabens mesmo,seu Blog é melhor que já vi,faz otimos textos botando um belo tom de humor neles.

PARABENS MESMO!!!

Danilo disse...

Valeu, pessoal! São comentários assim que fazem a gente ter gosto em zoar o Kwame Brown!

Linelson, se você quiser entrar em contato com a gente, o modo mais fácil é pelo Gmail mesmo: bolapresa@gmail.com

Todo mundo que estiver entediado e quiser falar sobre o blog, basquete, ludo ou orquídeas, sinta-se à vontade para usar o e-mail, além da caixa de comentários.

Abraços!

Felipe disse...

Para enviar bombons, é melhor que seja mais reservado, pois pode manchar a imagem aqui do blog, né? Não pega muito bem nessa sociedade trdicionalista...

V. Giannini disse...

Posso mesmo falar sobre orquídeas? Legal, o blog é bastante flexível mesmo. Aguardem um email sobre o assunto.

V. Giannini disse...

A respeito de Duncan x Garnett...

Vou utilizar o método do Sbub e pronto. Já que o blog é de vocês, esse comentário é meu. Então Garnett é melhor e ponto final.

Quanto ao Duncan, ele é bem a cara do Spurs. Todos vão lembrar quem foi Duncan, é claro. Mas garanto que a maioria vai lembrar pela cara chata dele, pelo jogo chato dele, etc. A senhora Duncan deve ser bem chata também, hein?

Já o Spurs, é outro time chato. E finalmente eu encontrei algum lugar que eu possa falar isso abertamente, sem alguns chatos enchendo o saco, hehehe. Por exemplo: na temporada passada vocês acharam mais memorável as atuações de LeBron contra o Pistons ou o título do Spurs?

Só para não falarem que eu sou chato também: admito que Duncan é, com sobras, um dos melhores PFs de todos os tempos e um dos melhores jogadores coletivos da história da NBA.

Danilo disse...

O Duncan é um dos melhores PFs de todos os tempos, o Spurs um dos melhores times de todos os tempos, mas os jogos deles deveriam ser às 4h da tarde, porque quando passa de madrugada é muito difícil se manter acordado... eu sei que tem gente que gosta (conheço até gente que come papel) e se diverte com o magnânimo esquema tático do Spurs. Bem, eu pessoalmente me divirto é com o Warriors fazendo os outros times desmaiar de cansaço!

Uma pergunta interessante essa: existe uma senhora Duncan?

Ah, como é bom um blog pra falar mal de quem você quiser e ter toda a liberdade, né? Mas se você escrever mesmo sobre orquídeas no e-mail vou colocar você na lista de spam. Foi avisado.

Sbub disse...

Claro que existe uma senhora Duncan! http://www.angra.rj.gov.br/sapo/_uploads/sig/fotos/Duncan-769417.jpg

Renzo disse...

Boa, Sbub...

Só se for essa Sra. Duncan mesmo para aguentar o tal de "Timmy" (que apelido de boiola), ainda mais com essa cara de CUATI que ele tem.

O quê? Não sabe o que é um cuati?

Veja se a cara de pamonha não é a mesma do Tim Duncan Filho:

http://www.toursgallery.com/costaRicaGallery/cuati.jpg

O quê? Tim Duncan Filho?

Pois é.
Não fosse bastante terem encontrado a foto da Sra. Duncan, segue abaixo a foto do Sr. Duncan I, PAI DO TIM DUNCAN (ou Timmy-Pai, ou Cuatizão-Mestre, como preferirem).

DUNCAN PAI, MAIS CONHECIDO COMO "MENTOR":

http://www.cineatp.com/fotosProgramas/647..jpeg

Outra coisa não mencionada no post, ou mencionada subliminarmente:
- Se vencer com Marbury no seu time é mais difícil do que com QUALQUER OUTRO jogador da NBA, mais um ponto para Garnett no "duelo" contra Duncan Filho.
Afinal, os Wolves foram longe na época de Marbury+KG, de modo que pode-se dizer que o atual camisa 5 de Boston venceu ao lado de Stephon "Camelô" Marbury.

Ou, se preferirem, conforme já suscitado, trata-se de mais uma lambida (subliminar)do blogueiro no "piru" de KG.
Aliás, que declaração de altíssimo nível, não acham?

Em tempo: Pollard sempre em evidência... daqui a pouco ele concede uma entrevista exclusiva a vocês, direto da sede dos narcóticos famosos (sucursal dos narcóticos anônimos).

Estou engreçadinho hoje, hein? Sexta-feira...

renzo disse...

O jogador Tim Duncan é fruto de um ousado experimento científico e de magia negra realizado por Maligna e Esqueleto na Montanha da Serpente, quando seqüestraram Duncan Pai (Mentor) diretamente do Palácio de Etérnia sob a encomenda de Michael Jordan.

O esperma de Duncan Pai foi retirado cuidadosamente pelo Homem Fera (não me pergunte como), misturado a doses cavalares de Dramin e Pó Royal e alojado por inseminação artificial junto ao ovário de uma cuati-fêmea.

Após gestação de 15 minutos, a cuati-fêmea se estilhaçou em pedaços e, de dentro dela, surgiu um bebê gigante: o pequeno Tm Duncan, enviado imediatamente aos cuidados de uma sinistra parteira nas Ilhas Virgens. O resto é história.

O ousado experimento resultou num jogador sonolento que encesta bolas sem saltar e ganha títulos da NBA, impedindo que Kobe Bryant acumule glórias e ameace o reinado inabalável de MJ.

Desvendado o mistério.

philipe disse...

blog muito bom parabens!!!

Danilo disse...

Olá, Renzo. Bem-vindo ao hall dos maiores comentários da história do blog. Você receberá seu certificado de honra ao mérito pelo correio junto com uma máscara de Duncan para o Halloween. Divirta-se!

Concordo que Timmy é um apelido horrível, mas acho que tá mais para criança que apanha na escolinha do que pra boiola.

Infelizmente não pude ver nem suas fotos nem a do Sbub (elas não abrem aqui, sei lá porque) mas peguei o espírito da coisa e ri por antecipação. Aposto o anel do Mark Madsen de que são engraçadas.

Sutilezas sobre pirus à parte, é claro que eu gosto mais do KG do que do Duncan porque um é divertido e o outro tem cara de cuati com dengue. O que não quer dizer que um é melhor que o outro. Embora vencer com o Marbury realmente prove um ponto. Tira o Tony Parker de lá e coloca o Marbury no Spurs que eu quero ver o Timmyzinho aguentar as pontas! (fora que o Popovich ia morrer de aneurisma). Agora, gosto ainda menos do Duncan depois de conhecer sua história como experimento científico.

Se bem, que diz a lenda, o Yao Ming é um experimento de verdade resultante da união forçada de dois chineses altos já planejando um jogador com dotes para o basquete, treinado e incentivado desde criança para adentrar na NBA e começar o projeto de dominação mundial. Pra quem curte conspiração, é um prato cheio.

O Pollard não dá entrevistas porque está muito ocupado sendo ridículo. Pensa que é fácil?

Renan disse...

Antes de mais nada, devo dizer sou torcedor dos Spurs, até concordo que o Duncan seja meio mala mesmo, só que tudo isso que vem sendo falado por vcs me parece despeito, Duncan mudou a franquia desde que ele foi draftado, isso é fato, entendo que ele sempre esteve rodeado de bons jogadores, porem, como foi dito se trata de um dos maiores PF's da historia da NBA, senão o melhor, se vcs buscarem a estatistica de jogos do San Antonio sem Tim Duncan vcs poderam observar o quão fundamental ele é.
o grande problema dele mesmo é essa cara de viado que ele tem e sempre vai ter.
parabéns pelo blog.

Danilo disse...

É despeito mesmo, mas é que o cara é um dos melhores de todos os tempos e não consegue nem ser legal? Se o basquete tivesse cheio de "melhores de todos os tempos" como o Duncan eu provavelmente teria um blog de bocha!

V. Giannini disse...

E eu provavelmente estaria lendo esse blog sobre bocha, e não sites especializados em NBA ou discutindo sobre NBA em comunidades do Orkut.

A respeito da importância do Duncan, ninguém aqui disse que ele não faz muita diferença no Spurs ou coisas do tipo.

Apenas dissemos que é chato ver o Spurs jogar, que é chato ver o Duncan jogar. E realmente é, uai. Não posso fazer nada, eu apenas acho chato assistir a jogos do Spurs.

Mas foi ótimo ler que até um torcedor do Spurs acha o Duncan com cara de viado... :D

Renzo disse...

Valeu, Danilo.
Aguardo pelos prêmios. rs
Abs