sexta-feira, 27 de junho de 2008

Análise do Draft 2008 - Parte 1

Ah, o draft! Pra mim é o que Natal é para as crianças, um dia mágico em que tudo muda e eu só me divirto. Mas o draft acabou e é hora de ver quem foi bem, quem fez cagada e quem foi básico-porém-fashion.

Hoje vamos analisar a fundo as 10 primeiras escolhas, mas ao invés de só comentar ou só dizer se foi bom ou ruim, criamos selos de qualidade para distribuir para as equipes de acordo com o que cada uma dela fez na noite passada.

Aqui estão os selos de qualidade Bola Presa:




Alinne Moraes - Melhor impossível.


Paola Oliveira - A Scarlett Johansson brasileira não é a Scarlett Johansson, mas mesmo assim ainda tá bom.

Kelly Key - Tem seus defeitos, dá pra tirar sarro. Mas ninguém aqui recusava.

Aquela mina da balada - Nada de mais, mas na situação era o melhor disponível.

Mulher Melancia - Bom por um lado, ruim por outro.

Traveco do Ronaldo - Chuta que é macumba. Não poderia ser pior.


Também listaremos aqui a posição de cada um dos draftados e dos jogadores adquiridos e perdidos em trocas, para que quem andou dormindo nos últimos tempos entenda:

PG - Armador principal, posição 1
SG- Segundo armador, posição 2
SF- Ala-armador, ala-menor, posição 3
PF - Ala-de-força, ala-pivô, posição 4
C- Pivô, pivô central, aquele-gigante-lá-no-meio, posição 5


DRAFT 2008


1. Chicago Bulls
Derrick Rose, PG
Omer Asik, C

Não tinha como dar um selo diferente para o draft do Bulls. Derrick Rose tem tudo para ser o líder desse Bulls, que tem muitos jogadores de talento mas que sente falta de alguém que os faça jogar como um time de novo, e nada melhor que um belo armador principal pra isso. Esperem mais mudanças no Bulls. Pelo menos um dentre Hinrich, Gordon e Hughes deve sair da equipe.

Omer Asik, conseguido via trocas de 2° rodada (o Bulls mandou Sonny Weems para o Portland) é um pivô turco que ainda não está pronto para a NBA mas, dizem os que o observam, está em constante evolução no basquete europeu. Não deve ir agora para a NBA.

Selo Alinne Moraes para um time que fez o que tinha que fazer e pegou o melhor jogador do draft.


2. Miami Heat
Michael Beasley, SF/PF
Mario Chalmers, PG

Depois de tanta especulação que eles não queriam o Beasley, parece que queriam sim. Ainda bem! O Beasley tem tudo pra ser um grande jogador e pra fazer uma das duplas de ala mais poderosas fisicamente na NBA junto com Shawn Marion. O Heat tem buracos no elenco ainda, mas começou bem a preenchê-los.

Mario Chalmers, conseguido via troca de 2° round, foi uma ótima escolha. Chalmers foi o armador titular do campeão da NCAA, Kansas, e o cara que acertou aquele arremesso de 3 impossível nos últimos segundos da final universitária. Além disso, em Kansas, ele quebrou o recorde de roubos de bola em uma só temporada, é ótimo defensor e no mínimo é um bom reserva.

Para quem esperava uma noite ocupada do Miami, eles foram bem discretos mas bem eficientes, selo Alinne Moraes pra eles.


3. Minnesota Timberwolves
OJ Mayo, SG
Nikola Pekovic, C

Em trocas
adicionaram:
Kevin Love, PF
Mike Miller, SG
Brian Cardinal, SF
Jason Collins, C
Nikola Pekovic, C

perderam:
OJ Mayo, SG
Marko Jaric, PG
Antoine Walker, SF
Greg Buckner, SG

Eu acho que o que eles queriam mesmo era o Michael Beasley e estavam torcendo para rolar uma troca para o Heat. Mas na falta de Beasley, ficaram com o segundo melhor ala de força do draft, Kevin Love, por isso selo Paola de Oliveria pro T-Wolves. Na terceira escolha eles pegaram o OJ Mayo, mas logo após o final do draft trocaram pelo Kevin Love. A era Love-Gay no Memphis não durou muito.

Os dirigentes do Wolves falaram que a troca iria ser feita antes do draft mas que o Grizzlies não queria colocar o Mike Miller no esquema, aí, de repente, depois do draft, o Grizzlies voltou atrás e resolveu adicionar o ala. Muita gente elogiou muito essa decisão mas eu tenho um pé atrás. Se tem uma posição que o Wolves não precisa é de ala de força, em que tem Al Jefferson. Com o Love por lá, o Jefferson vai ter que continuar jogando de pivô, o que não é bom negócio. Bom mesmo foi ter conseguido o Mike Miller, que ou vai fazer suas bolas de 3 por lá ou vai ser uma valiosa isca para trocas.

Jason Collins chega para eles terem algum reserva de pivô e Brian Cardinal chega para ganhar sete milhões de dólares por ano para parecer que é avô dos atletas mais novos.

Uma pergunta. Há alguns anos atrás o Wolves tinha uma escolha nas mãos e escolheu um certo Brandon Roy. Logo depois o trocou por um jogador escolhido logo depois, Randy Foye. Será que acontecerá um novo arrependimento na troca de OJ Mayo?


4. Seattle Supersonics
Russell Westbrook, PG
Serge Ibaka, PF
DJ White, PF

DeVon Hardin, PF
Sasha Kaun, C



O selo Paola Oliveira vai para a escolha de Russell Westbrook. O Sonics era outro que queria muito Beasley, que até é amigo de Durant, mas não deu e ficaram com o Russell Westbrook. Não é o Beasley mas tá ótimo, o Sonics precisa de um armador, precisa de alguém que saiba pontuar além do Durant e precisa de um bom defensor, Westbrook traz tudo isso e libera Luke Ridnour para uma possível troca.

O selo Mulher Melancia vai para as outras quatro escolhas. Elas são boas escolhas porque os quatro são jogadores de garrafão, necessidade do Sonics, mas são ruins porque o mais talentoso deles, Ibaka, vai ficar na Europa até 2011, Hardin e Kaun dificilmente vão ter impacto na NBA e DJ White, bom, White é o que faz o selo ser Mulher Melancia e não um traveco do Ronaldo. Para melhorar o selo, o Sonics tinha que ter deixado o Ibaka passar (ele deveria sobrar na escolha 33, que era do Sonics) e ter pego o talentoso Darrell Arthur, que ficou dando sopa até a 27° escolha.


5. Memphis Grizzlies
Kevin Love, SG
Donte Greene, PF


Em trocas
adicionaram:
OJ Mayo, SG
Marko Jaric, PG
Antoine Walker, SF
Greg Buckner, SG
Darrell Arthur, PF

perderam:
Kevin Love, PF
Mike Miller, SG
Brian Cardinal, SF
Jason Collins, C
Donte Greene, SF

O Grizzlies se mexeu na noite do draft e tomou uma atitude muito arriscada. Antes não queria colocar Mike Miller na troca por OJ Mayo mas depois aceitou e o motivo é bem simples: eles acreditam que o Mayo pode levar esse time muito longe.

Com Kevin Love o Grizzlies tinha um time bem sólido. Lowry ou Conley como promissores armadores, Mike Miller, um dos melhores arremessadores da NBA, na posição 2, Rudy Gay liderando o time na ala e o sempre contestado mas bom defensor Darko Milicic de pivô. Tinha um buraco na posição de ala de força que Kevin Love completaria com seus rebotes, defesa, arremesso e visão de jogo. Mas um time médio não chega a lugar algum e o Grizzlies resolveu perder o bom Kevin Love e a segurança de Mike Miller para ter o melhor jogador depois de Beasley e Rose e começar a mudança a partir da dupla OJ Mayo e Rudy Gay.

E foi uma atitude recompensada depois com outra troca. Eles envolveram sua escolha 28, Donta Greene, com Portland e Houston em uma troca de três times em que Darrell Arthur sobrou para o Memphis. Arthur foi um dos grandes personagens do draft de ontem.

O ala de força foi campeão universitário por Kansas e foi convidado pela NBA para ficar na área nobre do draft, o "Green Room", em que ficam os jogadores mais prestigiados e que devem ser pegos nas primeiras 15 escolhas. Porém, Arthur ficou lá até a 28ª sem ser chamado. Os jornalistas começaram a correr atrás pra saber o motivo e descobriram que era um problema de saúde do ala que estava assustando os times. Ele tinha um problema nos rins e seus exames não estavam sendo liberados para as equipes analisarem, dando a entender que o resultado não tinha sido nada bom. Mas o jogador diz que foi um mal entendido e que ele está ótimo de saúde. Se estiver mesmo, foi ótimo para o Grizzlies conseguir um jogador de tamanho talento sem precisar gastar muito.

O problema dessa troca e desse novo Grizzlies que se desenha é que um time com Mile Conley, OJ Mayo, Rudy Gay, Darrell Arthur e Darko Milicic pode ter muito talento e até ser bom no papel, mas a verdade é que nenhum deles tem nem um jumper de meia distância confiável, muito menos uma bola de 3. Todos são conhecidos pelos pontos que fazem dentro do garrafão, seja de costas pra cesta ou em infiltrações. Acho que ainda veremos mais mudanças nesse time.


6. New York Knicks
Danilo Gallinari, SF



Muita gente esperava muito do Knicks nesse draft, que eles iam trocar bastante, que alguns dos medalhões de lá iriam dar o fora, que ia chegar gente nova e tudo mais. Mas no fim das contas o primeiro draft da era Walsh-D'Antoni foi bem simples.

Eles foram com o ala Danilo Gallinari. Muita gente está olhando torto para essa escolha porque D'Antoni jogou junto com o pai de Gallinari na Itália e acham que é por causa disso que o Knicks fez essa escolha. Eu acho ridícula essa teoria. Todos na nova diretoria do Knicks e o técnico D'Antoni sabem a difícil situação da equipe e sabem que vão rodar se não mudarem isso rápido, sem chance deles escolherem um mané só para agradar um amiguinho, nem no Knicks isso acontece!

Eles escolherem Gallinari por dois motivos: O primeiro é que ele pode ser, desde já, o melhor arremessador da equipe, e se o D'Antoni for usar um esquema parecido com o que usou no Suns, ele precisa muito de arremessadores. O segundo motivo foi o que eles deram logo depois do draft, em entrevista à ESPN, dizendo que o time não queria confiar a armação do time a um novato. Então sem chance para Bayless, Gordon ou o favorito da torcida local segundo quem estava lá, DJ Augustin.

D'Antoni prefere tentar reerguer a carreira de Marbury e dar uns minutos na armação para Jamal Crawford a tentar ensinar tudo a um novato. Escolha questionável, mas, pelo menos pra mim, compreensível, já que tirando casos como o de Chris Paul, todo armador demora um pouco pra embalar na NBA.

O selo Paola Oliveira vai porque eu acho que eles queriam um armador mas na falta de um talentoso o bastante para dominar o jogo logo de cara, pegaram o Gallinari, que também tá bom.

Detalhe. Ontem a torcida de Nova York vaiou Gallinari quando ele foi escolhido. Antes disso já tinham vaiado o David Stern. Depois vaiaram o Donnie Walsh, novo presidente de operações do time e o técnico Mike D'Antoni. Depois vaiaram o palco, o garoto da pipoca e por fim, a existência humana como um todo.
O único aplauso do dia foi para o coitadinho Darrell Arthur, que estava quase chorando quando foi a 27° escolha.


7. Los Angeles Clippers
Eric Gordon, SG
DeAndre Jordan, C


O Clippers quase fez uma troca com o Seattle Sonics para pegar o quarto lugar no draft. O motivo? Eles queriam Eric Gordon.
Por sorte não precisaram de troca nenhuma e pegaram quem eles queriam na sua própria escolha. Com a provável saída de Maggette, a velhice de Cuttino Mobley, a interrogação sobre a volta e saúde de Shaun Livingston e a existência do Smush Parker, o Clippers precisava de qualquer jogador de talento nas posições 1, 2 e 3.

Eric Gordon diz que ele pode jogar de armador principal, mas não acredite nele, a característica do garoto é marcar muitos pontos, de qualquer jeito. Infiltrando, driblando, chutando, de qualquer jeito ele marca pontos. Com as características defensivas de Brand e Kaman, é ótimo para eles terem um cara assim pra recomeçar a equipe. Ainda falta muito para eles voltarem aos playoffs mas não dá pra arrumar em um draft um time que está se esfacelando há alguns anos.

A escolha de DeAndre Jordan na segunda rodada foi boa. O pivô ainda está muito cru para jogar na NBA, seus testes antes do draft mostraram que ele ainda tinha muito para aprender e com isso ele caiu de uma projeção de Top 15 para a segunda rodada no draft. Mas o Clippers, como time ruim e tendo que gastar só uma escolha de segunda rodada, resolveu assumir o risco e ensinar o garoto a jogar basquete.


8. Milwuakee Bucks
Joe Alexander, SF/PF
LR Mbah a Moute, SF


Em trocas
Adicionaram:
Richard Jefferson, SF

perderam:
Yi Jianlian, PF
Bobby Simmons, SF

O draft de Joe Alexander era previsto há tempos por muita gente, a grande surpresa ontem foi quando o Bucks anunciou que tinha trocado Yi Jianlian e Bobby Simmons por Richard Jefferson. Foi uma troca ótima para eles, ótima mesmo. Yi é talentoso mas Villanueva também é e o Bucks não ficará com um buraco na posição do chinês. E ao invés de pagar uma bolada para o lixo do Bobby Simmons, eles vão pagar uma bolada para o espetacular Richard Jefferson.

No papel, a equipe tem Mo Williams, Michael Redd, Richard Jefferson, Charlie Villanueva e Andrew Bogut. São jogadores muito bons em todas as posições, falta só o técnico Scott Skiles juntar tudo e fazer deles um time.

O banco, que era fraco na temporada passada, pode ficar forte caso Joe Alexander prove que é talentoso como dizem. Ele pode jogar nas duas posições de ala e ser um bom reserva para Jefferson e Villanueva.
Luc Mbah a Moute é um especialista em defesa que fez ótima carreira em UCLA e também pode ser muito bom vindo do banco. Só foi chato ele ir pro Bucks porque ele é um princípe de uma tribo ou sei lá o quê no seu país natal, Camarões, e renderia muito mais piadas se tivesse ido jogar no Kings ou junto com outro Prince, o Tayshaun.

O selo é o da garota da balada porque o selo é só para o draft, se contasse a troca que não envolveu nenhuma escolha de draft, a do Jefferson, merecia uma Alinne Moraes.


9. Charlotte Bobcats
DJ Augustin, PG
Kyle Weaver, PG/SG


A escolha de Westbrrok na 4° posição já gerou uma discussão razoável, mas a primeira grande discussão da noite veio quando o Bobcats escolheu o pequeno armador DJ Augustin ao invés do pivô Brook Lopez.

Todo mundo sabia que o Bobcats precisava de um pivô para deixar o Okafor na posição 4 e muita gente achava o Lopez bom o bastante para merecer ser Top 5 no draft. Mas não o Bobcats. Mesmo com Ray Felton no elenco eles escolheram Augustin, que para muitos era o melhor armador puro do draft depois de Derrick Rose.

Um nanossegundo depois da escolha já começaram especulações sobre trocas envolvendo o Raymond Felton. Afinal, o novo técnico Larry Brown sempre foi muito exigente com seus armadores e Felton, pra muita gente, deveria ser um segundo armador. Mas se Felton é segundo armador no Bobcats, teriam que empurrar o J-Rich pra posição 3, o Gerald Wallace para a 4 e o Okafor pra 5. É muita gente fora do lugar para um time dar certo.

Selo Kelly Key porque eu acho que com o Brook Lopez eles teriam um quinteto titular ótimo para entrar na briga dos playoffs, mas não foi tão ruim escolher o Augustin, o moleque parece ser um ótimo armador mesmo.

Na segunda rodada escolheram o especialista em defesa e armador Kyle Weaver. Acho que as mudanças do Bobcats para o ano que vem ainda não acabaram, uma notícia que li alguns dias atrás dizia que o Bobcats só não queria trocar Jason Richardson, de resto qualquer um poderia ser trocado.


10. New Jersey Nets
Brook Lopez, C
Ryan Andersen, PF
Chris Douglas-Roberts, SG


adicionaram:
Brook Lopez, C
Ryan Andersen, PF
Chris Douglas-Roberts, SG
Yi Jianlian, PF
Bobby Simmons, SF

perderam:
Richard Jefferson, SF

Não foi lá muito mérito do Nets, mas eles foram bons o bastante para não vacilar. Antes deles nove times deixaram o Brook Lopez passar, dando ao Nets o pivô de que eles tanto precisavam. O Nets está lotado de jogadores de garrafão agora, Diop disse que deve sair mas ainda sobram Sean Williams, Yi Jianlian, Josh Boone, Nenad Kristic e Stromile Swift. O detalhe é que a maioria é especialista em defesa e Nenad, o melhor no ataque, vem de uma temporada horrível. Brook Lopez pode ser o cara que marca pontos no garrafão do Nets e uma dupla com Sean Williams ou Yi pode render muito por anos a fio.

Achei engraçado o comentário que a revista Dime fez sobre a escolha de Ryan Andersen na 21° escolha pelo Nets. Eles disseram que o Nets queria tanto o Gallinari que acabaram draftando o clone americano dele depois. Andersen é um ótimo arremessador e pode ser daqueles caras que vem do banco para abrir o garrafão e se posicionar na linha dos 3 como opção, tipo um Radmanovic, ou um Donyell Marshall dos bons tempos em que suas bolas de 3 caiam.

Se 9 times deixaram passar o Lopez, que tal 39 escolhas passarem até chegar a vez de Chris Douglas-Roberts? O ala-armador foi vice-campeão por Memphis e, juro, foi mais decisivo que o Derrick Rose em várias partidas da equipe. Ele é um jogador espetacular, sabe marcar seus pontos das mais diferentes formas e não tenho dúvida que ele dará certo na NBA, ainda mais no Nets sem Jefferson, em que ele terá espaço para crescer.

A troca do Jefferson pelo Yi e Simmons pode ser vista como mandar um ótimo jogador por um bem ruim e outro que só disputou uma temporada, que começou bem e acabou mal, mas tem mais coisa envolvida. O Nets está em reconstrução, o Jefferson era o último jogador que sobrava dos anos de Finais do Nets, eles tentaram trocar ele por Carmelo, Odom e mais um monte de gente top de linha e não conseguiram, sobrou então trocar com o Bucks. Na troca eles recebem o Yi Jianlian, que apesar do final de temporada ruim é um jogador de imenso talento e que deve crescer e render bilhões de dólares para o Nets em negócios na China.

O Simmons é um lixo que ganha rios de dinheiro. Mas foi por causa do dinheiro que pegaram ele. Ao invés de acabar em 2011 como o contrato do Jefferson, o contrato do Simmons acaba em 2010, ano em que LeBron James vira Free Agent. Há muito tempo que dizem que o Nets quer muito levar o LeBron para lá e que existe a chance real, já que o Cavs não parece muito próximo de voltar a uma final da NBA e porque Jay-Z, rapper e grande amigo do LeBron, é dono de parte da equipe de New Jersey. Além disso, tem a história do público da região de New York e New Jersey render muito mais para LeBron do que rende em Cleveland. São só boatos e muita coisa pode rolar até 2010, mas o Nets se colocou em posição para pelo menos estar na briga por LeBron.

...

No final de semana voltaremos com uma análise mais detalhada das escolhas de todos os outros 20 times da NBA e com o resultado da nossa super-mega-promoção! Aguardem!

11 comentários:

Luigi disse...

pra reformular o time o Nets foi absolutamente perfeito, mas o time ainda é muito inexperiente, a grande maioria tem entre 4 e nenhuam temporada (só o Carter tem 10 e o Diop, com 8 vai sair...) o Jefferson é espetacular que só tende a melhorar, ficou um buraco na posição 3 do Nets (em que só tem o bom Nachbar) e talvez Ryan Anderson venha do banco pra jogar bem ali... mas nunca se esqueçam, no banco do Nets tem Lawrence Frank, ninguem sabe se o Lopes, Yi ou Roberts terão sequer minutos em quadra...

vitor disse...

o grizelrs ia ficar massa pois teriam love e gay

bahia disse...

"Depois vaiaram o palco, o garoto da pipoca e por fim, a existência humana como um todo."
heuiehiuehuieheiuheiuehiuehui...muito Douglas Adams isso! Sensacional!

Anônimo disse...

"Traveco do Ronaldo - Chuta que é macumba.",
Huahuahauhuahuahuahuahua,-

pivô central, aquele-gigante-lá-no-meio,
As análises também ficaram muito boas.

Heverton Elias

Felipe disse...

Quero ver como vai ser a analise do Koufos que foi pro JAZZ, ele tem 19 anos tem muito que aprender, mais uma coisa que me impressiona em seu jogo é a velocidade no Jump Shoot, ele tem 2,13 (alguns sites 2,16) seu estilo de jogo é comparado ao do Okur, mais ele defende melhor e sabe bater bola coisa que o turco não sabe fazer e também parece ter uma Técnica de blocks melhor.

Luigi disse...

sem contar que o Koufos tem um nome muito legal... nome de jazzista...

Luigi disse...

sobre FIFA 94: Favaro e Tianno eram muito bons, mas o atacante holandes (e titular da seleção da EA Sport) H. Van Smeiter era o melhor atacante daquela geração de ouro do futebol eletronico! Menção honrosa para o alemão Leinhardt eo dinamarques Brian Plank (que estava na seleção da EA Sport). Menção também ao meu irmão que me permitiu lembrar desses genios todos!

Abraços!

felipe jr disse...

luigi fanatico ...

Anônimo disse...

Treating Hyperhidrosis with excessive sweating one can directly
consult their physician. What the Botox will do our best here; hyperhidrosis Iontophoresis therapy unit's leaflet Idromed 5 GS/PS Iontophoresis therapy. The face facial hyperhidrosis giving a really embarrassing appearance. Or worst yet, having lots of movement. It is quite effective in a person's clothing.
Otherwise, if you could be heard in the United States, acupuncture
practices incorporate traditions from China, Japan and Korea.
Feel free to visit my webpage - Enderlin hyperhidrosis doctor

Anônimo disse...

Fit or not I have developed in the core muscles abs,
interior and exterior obliques and lower nerve
pains when doing so. For many people walk through the heels, your pain were problems because of an ACL reconstruction using
a heat pack becomes uncomfortably hot remove immediately'. In most cases of Nerve Pain and suicide. It has been proven in clinical use for more than manipulation?

Look at my page: acupuncture back pain Fishtail
Review my blog post acupuncture back pain Fishtail

Anônimo disse...

As the business proprietor you are regarded as the guru in your subject of occupation, and
somewhat selfish to me. That seems to be forward-moving, Athens was evacuated and was
and so ransacked by the Persians. And that is why authors listed Patch some just desire the commencement trio, with the lie et al.
multitude the creation over receive right blogging software system for your needs?


my blog post ... click here