quinta-feira, 10 de março de 2011

O recorde de Kevin Love

Na noite de ontem, Kevin Love bateu o recorde da história da NBA de double-doubles seguidos. Para quem não sabe, um double-double (que só não chamamos de "duplo" pra não confundir com o lanche do McDonald's) é quando um jogador consegue dígitos duplos em dois quesitos do basquete: pontos, rebotes, assistências, tocos ou roubos. O recorde pertencia ao Moses Malone, o melhor em rebotes ofensivos da história da NBA (não confundir com o Karl Malone, o melhor em cotoveladas ofensivas da história da NBA), e foi quebrado quando Kevin Love conseguiu seu 52o jogo consecutivo com um double-double de pontos e rebotes. Com uma média de quase 21 pontos e 16 rebotes por jogo, não é de se espantar que os double-doubles venham a rodo. O que é espantoso é que o Kevin Love sequer precisa sair do chão para conseguir esses números constantes e consegue ser levado a sério mesmo tendo "amor" escrito na camiseta, coisa de filho de pais hippies. Mas é claro que esse recorde vai ter um asterisco tipo o "campeonato Mundial" do Corinthians porque tem gente que acha que nenhuma marca do planeta é relevante se o jogador está num time ruim. "Ah, descobriu a cura para o câncer? Grandes merdas, ele joga no Wolves, lá até eu conseguia". Vai nessa.

Para dar o valor merecido à marca do Señor Amor, resolvemos usar a única ferramenta que resiste ao teste do tempo - o Paint - e imortalizar o momento do recorde do mesmo modo que imortalizamos o recorde do Ray Allen. Mas dessa vez ninguém vai ficar bravinho porque finalmente essa piada não é relacionada ao Jazz, ao Celtics ou ao Kobe. Ah, está ouvindo esse barulho? É o som da tranquilidade.

Clique na imagem para explodir seus miolos com a alta definição

Depois de toda a emoção indescritível de um sujeito fazendo aquilo que ele sempre faz num time que todo mundo finge que não existe, vamos abaixar a adrenalina e em breve voltamos com nossa programação normal.

30 comentários:

Gagarin disse...

Sou um torcedor sofredor dos Wolves e fico contente de ver noticias dele,e muito divertidas como sempre.
Deve se resaltar que fazer isso mesmo sendo nos Wolves não é algo facil principalmente em relação aos rebotes, já que o time não defende nem ponto de vista e se movimente como boneco inflavel de posto de gasolina.

Fico na esperança de tempos melhores para a equipe, mas com essas atuações do K-Love fica dificil imaginar que ele continue no time, e de desta forma a equipe continuara essa draga.

Belo post!

Sei que o blog e voltado especialmente para a NBA, mas fica uma sugestão de um post relacionado a NCAA que está na reta final e dos futuros drafts (wolves e seus sonhos).

Forte abraço

Celsinhu disse...

aheuhhuauehuah...vcs evoluiram na arte de criar infográficos épicos!! agora a bola é laranja!!! kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Hahahahhaaagahahhaahahhhahh mas peraí! Big Ben agora é branco? Tipo Michael Jackson???

blackbee disse...

kkkkk
sensacional post...

Marcus disse...

Não acho que o Bola Presa deva mudar seus posts porque torcedor do time A ou B reclamaram. Gosto do Bola Presa justamente por ver o basquete de outra maneira. Do mais, excelente post.

Abraços

Arthur disse...

Só lembrando que esse recorde é contando apenas a partir da fusão NBA/ABA (temporada 75-76).

Felipe disse...

Karl Malone, o melhor em cotoveladas ofensivas da história da NBA)

Nossa senhora quanta merda.

fábio balassiano disse...

adorei a ilustração!
ahahahah

parabéns, vocês se superam a cada dia!

Abs, Fábio bala
p.s. mas nao vamos esquecer do wilt!

Anônimo disse...

In Bola Presa we Trust!!
Bola Presa for president!
Yes, Bola Presa Can!

Anônimo disse...

geralmente as bolas de basquete são laranja, mas nem sempre

Anônimo disse...

Adoro os infograficos, muito engraçados! auehuehueaheua

Luis Gustavo Schuck disse...

Ele faz o Howard que pasosu anos tentando pontuar de forma facil parecer um trouxa. O Love reboteia mais que Howard em mesmo tempo (minutos) praticamente e ainda pontua bem mais facil.

Outro indicador: o Wolves é um dos melhores em rebotes, ou seja ele nao é um sugador, pelo contrario rouba rebotes dos adversarios e nao de colegas de time.

Pedro disse...

Isso é brincadeira? A unica diferença entre o Love e o Howard é o arremesso, logico, se o cara não é atletico ele tem que se adaptar e achar outras formas de pontuar, por isso treina arremessos de 3 e media distancia, o Howard dentro do garrafao faz o Love parecer uma criança, com seus ganchinhos enquanto o Howard ta enterrando emcima de marcação tripla! Outra coisa o Elvin Hayes já teve uma sequencia de 60 double-doubles e o Wilt Chamberlain de mais de 3 temporadas inteiras (277 double-doubles seguidos), indiscutivel que o posicionamento e o trabalho constante do Love pra pegar rebotes e a consistencia de 3 pontos que ele apresentou até aqui são impressionantes, mais falar que ele é melhor, ou proximo do Howard como pivo é exagero demais, são estilos bem diferentes de jogo, mas o Howard é muito mais dominante ofensivamente dentro do garrafao e defensivamente nem se fala, a defesa do Love não existe enquanto o Dwight é um dos melhores da NBA.

Anônimo disse...

Luis Gustavo, não é tão facil assim pro Love, se você der uma olhada no aproveitamento dele é só de 47% nos field goals, enquanto o do Howard é de 60% (2º na NBA), e a media do Howard é de 23 pontos por jogo e a do Love é de 21, ou seja, ele tenta muito mais arremessos pra produzir 2 pontos por jogo a menos, quer dizer que o Howard pontua com uma eficiencia muito maior e ainda por cima com vitórias.

Anônimo disse...

A média de field goals por jogo do Kevin LOve é 6,8, a do Howard é 8,1, pra mim quem faz mas cestas é quem tem mais facilidade de pontuar, e o Howard ainda faz isso com 13,6 tentativas, enquanto o Love tenta 14,4, seu comentario é infundamentado Luis Gustavo, sem contar que o Howard recebe muito mais faltas, senão ele teria muito mais field goals convertidos.

Saulo Gregory disse...

Kevin love pontua de longa e média distância, howard pontua debaixo da sexta logo é mais provável que howard apresente porcentagem superior de acertos, e lembrando que love está em sua 3 temporada e somente agora recebeu mais minutos com a saída de al jefferson, howard é fenômenal e dominante porém creio que ele esteja alcançando o seu ápice enquanto que Kevin love está em plena ascenção.

Marcelo Viegas disse...

Semana ruim pro Moses Malone, primeiro foi o kobe que o passou na lista dos cestinhas e agora o Kevin Love bateu o seu record.

Andrew disse...

o 3º passo da imagem de alta definição é o mais da hora

Anônimo disse...

assisti alguns jogos dele, tem numeros incriveis, mas nao achei tudo isso que falam dele

achei ele muito ruim na defesa, na verdade nao vi defesa alguma dele, acho q é por isso q esses numeros absurdos nao sao convertidos em vitorias para o time

Anônimo disse...

q é isso bola presa?
isso aqui ta parecendo um forum de basquete

Anônimo disse...

HAHAAHAHAA Ben Wallace ficou otimo xD

Márcio Martins disse...

O facto do recorde ser apenas da época moderna da liga (Wilt Chamberlain tem o recorde de sempre, com 227 - pelo menos, porque nessa época não se registavam todas as categorias estatísticas), não lhe retira nenhum mérito, antes pelo contrário.

Nos jogos actuais há menos pontos e menos lançamentos, logo há menos ressaltos disponíveis. Nos anos 60 e 70, eram frequentes os jogos com pontuações de 120 e 130 pontos e jogadores com 15 ou 20 ressaltos não era invulgar. Fazê-lo na época moderna do basquetebol é um feito impressionante. E a confirmação disto é que o recorde anterior (de Moses Malone) tinha já 32 anos. Desde 1979, passaram pela NBA alguns dos melhores postes e power forwards de sempre (para duplos-duplos de pontos e ressaltos, como os de Love) e nenhum o conseguiu. Alguns dos melhores bases (neste caso duplos-duplos de pontos e assistências) jogaram igualmente nestes anos e nenhum o conseguiu também.

E o facto do recorde ser atingido numa equipa mais fraca também não retira mérito a Love, pois a sua capacidade ressaltadora esta temporada é impressionante.

Tem 15.8 de média (11.1 ressaltos defensivos e uns fantásticos 4.7 ressaltos ofensivos), uma Percentagem de Ressalto (TR%) de 23.8%. Cada vez que há um lançamento falhado (logo, um ressalto disponível) há quase 24% de probabilidades que a bola acabe nas mãos de Kevin Love. E este é um número acima de grandes ressaltadores como Dwight Howard, Shaquille O'Neal (não o de agora, mas o dos Magic e Lakers), Ben Wallace ou o próprio Moses Malone. É um número ao nível de um dos maiores especialistas de sempre, Dennis Rodman.
E se olharmos apenas para a tabela defensiva, a percentagem é ainda maior: 34.3%. Mais uma vez melhor que todos aqueles jogadores e ao nível de Rodman.

rao* disse...

AEHAUHEsuesaheUHEUASsehuHEUhuAEH

excelente!!! ri demais com o do ray allen e agora com este!!

Arthur Malaspina disse...

Ótimo como sempre o "infográfico´".

Só comentando os comentários, Howard é dominante? Sério, vocês não viram o Shaq ou o Hakeen jogar não né?

Howard dominante! Cada uma!

Anônimo disse...

Hoje o Howard é o pivo mais dominante, nao importa se ele não é tão dominante quanto o Shaq, Hakeem ou qualquer outro (e tambem acho que o Shaq foi incomparavel do ponto de vista fisico) o fato é que ele é o único superpivo que resta na NBA e dominancia se mede por comparação e atualmente ele é dominante sim, porque não existem outros mais dominantes do que ele, o passado é o passado, o presente é outra coisa.

Luis Gustavo Schuck disse...

O que quero dizer é que o Howard tem tudo para ser um dos melhores, mas não o é pq é muito mais ligado em querer aa
parecer na TV e dar cotoveladas desleais do que se esforçar para jogar em alto nivel. Levou uns 5 anos para ele ter um jogo ofensivo, digamos decente.

Ele pegava muitos rebotes, o que também ajudava muito para que ele aparecesse.

Em comparação co os rebotes o Love tira a unica vantagem realmente competitiva do Howard. Ele dá tocos, mas ele quer dar toco, ele caça o toco. No ataque ja sabemos o resto.

Não quis dizer que Love humilha o Howard, quero dizer que em tratando de rebotes o Love, eh muito superior e ainda tem agregados melhores.

Luís Gustavo Schuck disse...

Nunca quis dizer que ambos tem estilos semelhantes ou que jogam na mesma posição. Apenas me referi a superioridade do Love em rebotes, que era a maior vantagem competitiva do Howard até então. Ele era o melhor...

Anônimo disse...

Não só nos rebotes, o Howard sempre se destacou na parte defensiva tambem (principalmente nos tocos), por isso ganhou dois DPOTY nos ultimos dois anos.

Alone A. disse...

Vamos aplaudir um torcedor do Wolves vivo e que coisa tinha que ser brasileiro e o Record do Love afinal records em times ruins é pra poucos né pelo menos em questão de bons records !Só uma perguntinha pra terminar o Kevin Love é parente do Vagner Love?

Benito disse...

esses infográficos sempre ilustram mtu bem os posts hehehehe