segunda-feira, 13 de junho de 2011

Para dentro da História

Para comemorar o título do Mavs na noite de ontem, que gerou até lágrima no canto do olho dos escritores desse blog, o Bola Presa volta a apelar para seus famosos infográficos para imortalizar esse momento. Para tanto, usamos novamente uma ferramenta capaz de derrotar todos os obstáculos do tempo, imortal, de modo que você possa mostrar para os filhos dos seus filhos e eles consigam entender a magnitude desse momento: o Paint. O infográfico abaixo aborda as diferentes reações ao Dirk Nowitzki ao longo da história por parte dos torcedores médios, entre 1998 - ano em que entrou na NBA - até um futuro próximo.

Clique na imagem para ver em alta resolução e efeitos 3D se você tiver óculos eletrônicos idiotas

As reações ao Nowitzki sempre foram das mais absurdas e nunca levaram em conta as coisas que o compunham: equipe, adversários, momento histórico, seu estilo de jogo, tipo físico. É por isso que títulos acabam sendo tão importantes, finalmente a tonelada de bobagens pode ser jogada na privada e o Nowitzki pode receber a apreciação que merece já há tantos anos. Pelo que fez na carreira, e pelas merdas que ouviu, essa conquista tem um gosto todo especial - e se torna ainda mais épica porque vários de seus companheiros passaram pela mesma coisa: Shawn Marion sempre foi "o cara que só sabe jogar com o Nash", Peja Stojakovic era "o amarelão que afundou o Kings", Jason Kidd era "o cara que não sabe arremessar e não pula uma gilete". Hoje, eles são isso - mas são também muito mais, recebendo o devido valor histórico. Isso, claro, até que os anos se passem e eles comecem a ser taxados em conversas de bar como "infinitamente superiores" a quaisquer outros jogadores que nunca tiveram a oportunidade de ganhar um anel.

Enquanto escrevo esse post, em algum lugar do planeta o Brian Cardinal tem um anel de campeão no dedo. Isso invalida qualquer argumento. Sobre qualquer assunto. "Não importa se você estudou física quântica, o Brian Cardinal é campeão da NBA então seu argumento é inválido". Então, vamos aproveitar aquele breve momento em que Nowitzki, Kidd, Marion, Peja e seus amigos são apenas reconhecidos pelo trabalho fantástico que fizeram, reconhecidos pelas carreiras que tiveram e pelos caminhos que traçaram para chegar até esse momento, sem comparações e acusações e futurologia. Nas palavras de Dirk Nowitzki, "se eu tivesse ganhado um anel de campeão antes, não teria me esforçado tão duro e treinado tanto em minha vida". Lindo. O trajeto foi uma coisa bacana de acompanhar, e foi também a vitória de dois nerds: o técnico Rick Carlisle e sua fama de não saber se relacionar com os jogadores, e o dono do Mavs, Mark Cuban, bilionário da internet, que se transformou nesses playoffs pela primeira vez em um cara sensato capaz de deixar seu time em primeiro plano.

Foi bacana também, mesmo com todos os obstáculos da nossa vida aqui fora da internet, poder analisar esses playoffs a fundo, debulhando jogadas, esquemas táticos, variações defensivas, e tentar ver mais do uma visão rápida do jogo poderia nos dar. A vitória do Mavs ganhou então um gostinho especial, porque diante dos nossos olhos o time foi capaz de se adaptar e vencer o Heat no plano tático - não foi no muque, no talento, na arbitragem, mas no planejamento e na capacidade tática do time como um todo. Fez suas lambanças, claro, mas tirou também uma ou duas coisas da cartola que simplesmente deram um nó na cabeça do Heat.

Agradecemos bastante quem acompanhou os playoffs aqui com a gente, tendo saco para se debruçar em nossas análises um tanto prolixas, e esperamos com todas as forças que todo mundo - mesmo os torcedores do Heat - tenham se divertido bastante e estejam até mesmo felizes de ver o título nas mãos de Dirk e seus coleguinhas. Se aprendemos um pouco nesses playoffs sobre reações dos torcedores e o ódio em nossa cultura, resta apenas a tranquilidade de saber que o peso destinado ao Nowitzki será diminuído, e que o Heat terá outras oportunidades de tentar novamente - e de ouvir uma tonelada de merda no processo. Mal podemos esperar.

Em breve o Bola Presa analisará o jogo final, o futuro do Heat, a namorada do JJ Barea, o draft e todos os papos de greve para a temporada que vem. Por enquanto, fiquemos com nossa alegria de ver o Mavs campeão - mesmo sem ter torcido diretamente pra eles. E com uma boa noite de sono, que ninguém é de ferro. Como curiosidade, para quem chegou agora, deixo também os links para alguns dos outros infográficos do Bola Presa, marcos eternizados no Paint de história sendo feita (ou desfeita):

- Como o Celtics poderia evitar a derrota para o Heat na semi-final de Conferência
- Como acompanhar a série entre Hawks e Magic
- Kevin Love bate o recorde moderno de double-doubles seguidos
- Ray Allen bate o recorde de bolas de 3 pontos

41 comentários:

Silvano Vianna disse...

Não seria Ray Allen batendo o recorde do Reggie Miller?!

(Deve ter sido o sono...)

Albert de Paula disse...

deve ter sido o sono mesmo... hehehe

incrível como o heat estava perdido em quadra, nada do que eles faziam dava certo, o mavs estava tão bem postado na defesa que as infiltrações de wade e lebron simplesmente não aconteciam no 4º período. Incrível os jogadores de miami refugando os arremessos, estavam tão sem confiança que buscavam passes impossíveis e fáceis de serem cortados.

parabéns ao dirk e ao dallas.

Alone Moreira disse...

Essa temporada vai entrar pra história , não só pelo Mavs e o Dirk te levado o titulo mas por que alguns tabus foram quebrados outros mantidos e algumas frases feitas foram esquecidas 1
Parabéns ao Dirk e ao Mavs por tudo que fez nessa temporada e principalmente por deixar aqueles idiotas do Heat no chão !!

Alexandre Estefan disse...

Cardinal não só tem 1 anel de campeão da NBA, como também foi importante nessa conquista.

Anônimo disse...

hahahah incrivel o infográfico, e eu que esperava faixa de campeão, mascote em gif mal feito tipo a rede globo anunciando o campeão de algum campeonato de futebol

Pois é o jogo todo foi meio travado por parte do Heat e no final tanto LeBron quanto Wade não conseguiram fazer muita coisa. Incrivel ter LeBron, Wade e Bosh em quadra e ter que ver no 4º quarto o Mario Chalmers partindo pra cima pra tentar a cesta ou a assistência lá em baixo. Mérito creio eu da defesa do Mavs.

Paulo Torres disse...

análises um tanto prolixas

Paulo Torres disse...

"Análises um tanto prolixas"? Nem achei. Escrevam mais. Achei curtos os textos das finais, o Bola Presa já teve posts bem maiores. E é por isso que leio o blog há pelo menos 3 temporadas! :)

Anônimo disse...

nao entendi o paulo torres...ele discordou dele msm?

Anônimo disse...

E o da enterrada? Melhor de todos...

Limão disse...

O que parecia vendo o jogo é que todos os jogadores do Dallas estavam com sangue no olho pra esse titulo, todos que entravam entravam ajudando, fazendo pontos importantes, ajudando na defesa, mesmo o dirk estando mal no primeiro quarto todo elenco carregou o dallas.. muito merecido o titulo...

Fernando Nogueira disse...

Bom dia,

Torci muito para o Dallas pois achava injusto Dirk e Kidd não terem um anel da NBA. O Lebron deveria ter umas aulas com o Terry para saber como se impor na grande final.

Não sou implicante com o Miami pelo fato de terem formado um Big Tree, como muito ficaram.

Já comentei isso antes, o LBJ é muito bom jogador mas para comparar com alguém do futebol e ficar mais fácil entender para quem não acompanha basquete. O LeBron, pra mim, é o David Beckham da NBA. Não no sentido físico, mas que tem mais fama que a bola dele mesmo.

O marketing em cima do LBJ é muito forte, uma tentativa de se criar um ídolo nos dias atuais tão bom quanto Michael Jordan, tanto em qualidade de jogo como em carisma. O Kobe joga muito, mais muito mais que o LeBron, mas não tem o carisma na mesma proporção que o talento em quadra. Basicamente quem curte o Kobe são os fãs do LAL e uma meia duzia, os demais respeitam o Kobe mas não tem ele como ídolo, acham ele um mala sem alça.

O Wade pra mim, joga mais que o LeBron, mas é pior de marketing, o Bosh provou ser muito mais útil nos momentos decisivos que o LBJ e tem um nível de jogo semelhante. Que o Miami pode ganhar um título da NBA isso pode, mas não acredito em dinastia como muito falam.

O NY deve reforçar seu elenco, o Nets também deve melhor, se o Bulls mexer no elenco que é cheio de jogadores fracos supervalorizados pode e deve dar muito trabalho. O Boston não pode ser desprezado, enfim, nem sei se o Miami vence a Conferencia Leste, quanto mais apostar que eles faram uma dinastia.

Abraço
Fernando Nogueira

Willian X disse...

E o Carlise falando: somos um time old school, não corremos maiis rápido e não pulamos mais alto, ´jogamos em equipe.

drakes disse...

Sempre quiz o Dirk no Celtics, uma pena que o Dallas conseguiu a troca um pouco antes com o Bucks...Claro que o prêmio de consolação foi Paul Pierce, o que no frigir dos ovos também foi com para o Celtics.

Agora não há uma cultura do ódio, acho que os torcedores exigem mais dos idolos e isso é retribuido no contra-cheque deles, Dirk, KG, Duncan, Kobe etc são extremamente cobradas, mas graças a paíxão recebem fortunas.


O caso do Lebron é o pior case do marketing esportivo, lembro-me de ter lido um artigo em inglês logo apoós a saída de cleveland, e o consultor falava que não interessava a decisão, mas como foi feita e as perdas para o produto LEBRON, a derrota agora vai apenas colocar mais uma mancha, a vantagem do produto no esporte é que a vitória cura tudo e esquece-se do passado e aí o jogador ganha mais...

Anônimo disse...

Brian Cardinal tem um anel de campeão e, sim, ele foi importante para o Mavs.
O problema do Miami foi achar que eles já estavam com o título. Vi um vídeo do Wade e do Lebron tirando um sarro do Nowitzki gripado, dando a entender que o Alemão não estava gripado no jogo 5. O que esses dois precisam é de mais humildade e não se acharem os fodões, que podem tudo. Esse último jogo mostrou exatamente isso, que eles não podem tudo.
Parabéns ao Mavs e a todos seus jogadores.

Joao disse...

Parabens pelo blog. Excelentes análises.

Sei que o assunto é a final da nba, que vcs vao se debruçar mais nos proximos dias, mas já que a temporada acabou sugiro um post sobre o d'antoni no lakers e como o esquema dele do cavs pode dar certo ou errado em los angeles.

Abraços

cacetoides disse...

Dirk mereceu o título.

Ano que vem tem mais pro Heat. Go Heat!

Márcio Martins disse...

Parabéns e mérito aos Mavs! É a vitória duma Equipa, que jogou de forma colectiva, baseada nos fundamentos do jogo (ocupação de espaços, passe e rotação da bola) e não apenas no talento individual dos jogadores. Uma vitória merecida e uma vitória para o basquetebol.

SeteVinteCinco - o blogue português da NBA

Danilo disse...

João, você trocou Mike Brown por Mike D'Antoni. No resto, tudo certo.

Mas acabou sendo lindo, eles vivem falando que são uma equipe e que quando um está mal os outros ajudam.

Mas eu nunca vi o Nowitzky mal, geralmente ele joga por si e mais um ou dois que estejam mal. Nesse jogo final o Nowitzky tava mal e o time realmente chamou a responsa...

Anônimo disse...

Nome: 2011 / Missão: Tornar a temporada da NBA a mais estranha possível / Situação: Missão Cumprida

Wagner disse...

Cadê aquele cara que falou que Dirk Nowitzki não tinha talento e sim LeBron James um time que o melhor jogador não tinha tinha talento foi campeão, como explicar isso.

Anônimo disse...

Agora começou a temporada oficial de falar merda. Impressionante como a grande maioria das pessoas que gostam de qualquer esporte - não só basquete - não consegue entender que numa final entre dois times, um vai ganhar e o outro vai perder, e isso não quer dizer que o que perdeu não presta, ainda mais num campeonato em que chegar à final é difícil pra caralho.
Torci muito pro Dallas por considerar essa a última chance de dois dos mais fantásticos jogadores que tive o prazer de ver jogar, Dirk Nowitzki e Jason Kidd, ganharem um título. Apesar de não ter chegado ao 7º jogo, foi uma das melhores séries finais que eu já vi, quase todos os jogos decididos nos últimos minutos. Seis excelentes jogos entre duas excelentes equipes, mais que isso é pedir demais.

Anônimo disse...

o Brian Cardinal é campeão da NBA então o argumento de todos vcs são inválidos.

Andrew disse...

Pra mim ia da Lakers e Boston na final,
essa temporada foi meio estranha,mas de boa o Mavs gastou todo o especial deles nessa temporada vão jogar a temporada que vem estilo o Lakers atual dormindo

White_Crow disse...

post meio curto esse, deixei para ler qdo tivesse desocupado, acabou num piscar de olhos.
Comparar o LeBron com o Beckham acho que não foi mtu feliz, o Beckham jogava bastante bola (inclusive naquele m.united de 99, que o lado esquerdo do time funcionava mtu bem), mas nunca foi uma coisa fenomenal. LeBron no High School já chamavam ele de "Rei"
Mas grande final, e oq o Dirk falou está corretissimo. Se todos tivessem conquistado tudo de primeira, não seriamos metade do que somos.
Abraço,

Albert de Paula disse...

só digo uma coisa, o lebron principalmente nos últimos quartos dos jogos, exceto o jogo 1, estava muito mal, se espera muito mais dele, no início da série eu até cheguei a defende-lo aqui, pois eu achava que ele estava fazendo um papel essencialmente defensivo, mas nos momentos em que ele tinha que brilhar no ataque ele simplesmente não o fez, me lembrou muito aquela série contra o boston, em que ele simplesmente parecia não ter mais vontade de jogar, kd o lebron que destruiu o bulls e os celtics há apenas algumas semanas atrás? nada contra ele ou contra qualquer outro jogador mas se ele é o "cara" como a nba e a mídia tentam passar, então que ele deveria ter aparecido mais ele deveria...

Leonardo disse...

Queria que o Bola Presa(Não se vocês leêm os comentários sempre), fizessem um texto sobre como o Lebron pôde fazer chover contra seu Algoz Boston, como foi o cara das finais de conferência contra o Chicago e deu show no Jogo 1 das finais, mas depois foi decaindo de forma ridicula!!

O cara foi do céu ao inferno em 1 mês, na verdade, em 1 semana e meia!

Como isso?

Mulher? Contusão? Água dos Monsters do Space Jam?

Por favor, acho que seria intessante demais!!

Benito disse...

Impressionante mesmo foi ver as reaç~eos dos times quando perdiam: o dallas buscava a ultima força para empatar o jogo e virar, só que obvio, nem sempre ´[e possivel - dirk errou um arremesso, o ultimo, depois de 5 ou 6 seguidos.
O heat, quando esteve atras... nem tentou.

Benito disse...

ah é, quem diria: o brian cardinal não é tao ruim assim e foi até UTIL na final! quem diria...

Ronin disse...

Contente pela vitória do Dallas e, principalmente, do Jason Kidd. Para minha fecilidade ficar completa, só falta o Suns, do Nash, levarem um caneco.

Foda é a galera pegando no pé do Lebron. Ele jogo muito bem o último jogo, embora tenha refugado (o verbo que mais foi conjugado nas finais) algumas vezes. Lembrem-se que, no final, Rei James acertou uma bola de três insana e deu um pouco de sobrevida ao Heat. Enfim, título merecido pro Mavs.

guilherme miranda disse...

Cara, vc só pode ser admirador do Lebrom. Escreveu um post brilhante sobre vários aspectos do jogo, inclusive as partes técnicas, que domina como ninguém, MAS NAO TOCOU NO MAIOR DETALHE, NAQUELE Q VAI SER LEMBRADO POR TODA A HISTÓRIA DA NBA, a saber, Lebrom james, o maior FAKE da história da liga. Simplesmente ridículo esse amarelão.

Artur disse...

E o resultado da PROMOCAO?!!!

Alone Moreira disse...

Só uma pergunta cadê o Pedro que tacou merda no Dirk Nowitzki? O cara que fez faculdade de esporte e entendia tudo , pelo menos foi o que ele disse .

Parabéns mesmo ao Dirk e o Mavs por tudo , por nos ensinarmos que perdedor é quem desiste e não acredita em si mesmo !

Mas na próxima temporada quem vai levar é meu Spurs , o Splitter vai arregassar !

diego d disse...

haha, os caras são campeões, dirk mvp, e o que vai ser lembrado para o infinito e além, em caps lock, é o lebron james? só rindo mesmo.

parabéns pros mavs, pro basquete coletivo, pro denis e danilo por mais uma temporada conseguindo fugir do lugar comum. que venham mais temporadas, mais análises e maiores (curto o tamanho dos textos, sinto falta dessa profundidade em outros esportes, nem no futebol a gente encontra isso no brasil-sil-sil).

jpmontalvao disse...

ninguem vai lembrar do lebron essas finais cara, se ano que vem eles forem campeão o assunto vai morrer rapido, assim como o assunto dirk amarelão morreu desde a série contra o lakers

Benito disse...

Confira algumas das piadas sobre LeBron:
“Hoje é o Dia Nacional de LeBron James. Todos devem deixar o trabalho 12 minutos mais cedo”
“Por que LeBron não fez faculdade? Porque não queria aparecer nas provas finais”
“Se você pedir US$ 1 a LeBron, ele te dá apenas US$ 0,75. Sempre se esquece do último quarto.”
“Qual a diferença entre LeBron e Saturno? Ambos são grandes e cheios de gás, mas Saturno tem anéis”
“Talvez LeBron deva tentar o hóquei. A NHL (liga norte-americana de hóquei) tem apenas três períodos”
“Como você sabe que encontrou o telefone de LeBron? Ele vibra e recebe chamadas, mas não tem toque (trocadilho com a palavra ‘ring’, que também pode significar anel)”
“Existe uma nova definição para a palavra “inútil”: LeBron no último quarto”
fonte: http://uolesporte.blogosfera.uol.com.br/2011/06/13/lebron-vira-alvo-de-piadas-e-e-tachado-de-amarelao-apos-perder-titulo-da-nba/

Albert de Paula disse...

increível Benito, cada piada é muito interessante mesmo, mas vc viu a camisa que o DeShawn Stevenson usou quando desembarcou em dallas? um excelente trocadilho com o nome do alemão. Hey LeBron! How’s My Dirk Taste?

fonte: http://esporte.ig.com.br/basquete/deshawn+stevenson+provoca+lebron+james+no+desembarque+em+dallas/n1597027486551.html


então pra mim essa é a frase que concorre com a do pedro, quando ele disse que fazia faculdade de esportes e que ninguem sabia de nada, mas mesmo assim o pedro vence como a frase do ano de 2011, pelo menos eu acho.

abs

Benito disse...

eu vi
sensacional eahaeuheauaeheauhhuae

Alone Moreira disse...

Benite parabéns pelo humor ... negro pros Heats mas pra nós muito claro kkkkkkkkkkkkkkk !

Anônimo disse...

vocês manjam a rola do Lebronha mesmo.

Anônimo disse...

não vai rolar chat no Draft este ano ?

Basquete Life Style disse...

Cara na moral, essas ilustrações são dignas de oscar (nem sei se existe oscar disso...)

Só sei que ri muito....todas elas sensacionais!